Aquan Prime (Parte 1 de 2)

Traduzido diretamente do site da Spartan Games.

Aquan Prime

Há muito tempo atrás, quando os líderes dos homens viviam em castelos de pedra e o Xelocian Imperium ainda tinha um lar, as elegantes e majestosas naves zarpavam do pálido céu azul de Csera, levando os primeiros Aquans para o espaço. Quando os Aquans começaram a sua colonização, eles descobriram uma região de planetas hábitáveis ao norte da Galáxia, e assim estabeleceram a sua primeira colônia em Urelius, no centro desta região. Urelius logo se tornou a capital do florescente Aquan Prime, já que cada planeta próximo que continha água suficiente foi colonizado. Mas esta raça antiga nunca se esqueceu de Csera, ou dos antepassados que tornaram esta expansão possível.

Os Aquans são uma raça aquática, incapaz de viver fora da água sem equipamento apropriado. Os Aquans são alienígenas bípedes com os membros longos e segmentados e de pele espessa e borrachuda. A cabeça de um Aquan é cheia de vestígios de tentáculos onde seriam o cabelo e a barba de um ser humano. Para interação com outras criaturas alienígenas, os Aquans usam máscaras que cobrem toda a cabeça, mas deixar os tentáculos livres. Às vezes há marcas ou faixas de pano ao redor do tentáculos que podem denotar posto ou posição social.

Cada nave espacial Aquan é preenchida com um líquido ligeiramente mais viscoso do que a água, em vez de as várias combinações de gases utilizados por outras raças. Este líquido sustenta os Aquans, sem a necessidade de equipamento de sobrevivência pessoal, mas afeta seus navios de várias maneiras. Este líquido suporta a estrutura da nave à partir do interior, tornado-as mais difíceis de romper. Uma propriedade única do líquido é que ele congela em ‘camadas’, quando em contato com vácuo do espaço, criando instantaneamente uma vedação sobre qualquer rompimento, ao invés de congelar completamente, como acontece com o H2O. Infelizmente, esse líquido também significa que os navios Aquan são muito mais pesados do que os de outras raças, levando-os a gastar mais energia de propulsão e a perda de algum poder de fogo.

Os Aquans sempre buscaram viver em paz com todas as espécies alienigenas que encontraram. No passado distante, eles entraram em guerra com os Sorylians pelo controle de alguns mundos dentro do Fathoms Reach, mas isso foi um triste mal-entendido, e eventualmente ambas as raças deixaram o Reach aberto por comum acordo. O contato inicial com os seres humanos também foi turbulento e equivocado pela guerra, mas logo as fronteiras foram estabelecidas e relações pacíficas foram estabelecidas. Muitos humanos, os Terquai, escolheram permanecer dentro das fronteiras do Aquan Prime. Os Aquans também aceitam de bom grado a presença dos Tarakians em sua fronteira norte, apesar do comportamento misterioso desta raça.

Csera, ainda de vital importância para o bem-estar espiritual e emocional dos Aquans, está localizada muito próximo do Fathoms Reach. Por causa disso, eles têm grande interesse no desenvolvimento dessa região. Quando os seres humanos se rebelaram contra a Terra, muitas das batalhas ocorreram desconfortavelmente perto do lar ancestral dos Aquans. Numerosos recursos navais foram enviados para garantir que não ocorreriam incursões acidentais. Infelizmente isto deixou a sua fronteira oriental precariamente aberta para os ataques que ocorreriam mais tarde.

Suspeita-se que estes ataques, que visaram as colônias periféricas e estações de pesquisa foram conduzidos pelos especialistas em operações clandestinas do Directorate, os Works Raptor. Milhares de cidadãos Aquan foram abduzidos e nunca mais foi vistos, e quando as forças navais dos Aquans e dos Terquai tentaram perseguí-los, eles foram parados pelas patrulhas de fronteira Dindrenzi.

Quando a Aliança de Kurak foi formada, os Aquans foram os primeiros aliens à aderir. Os vis ataques sem qualquer provocação perpetrados pelo Directorate, com o apoio dos Dindrenzi, os convenceu que não havia outra opção senão a guerra. Quando os membros da Zenian League lançaram seu ataque, os Aquans foram a única raça não foi pega de surpresa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s